Contribuição financeira do programa LIFE da União Europeia
Facebook
EN

Invasão ao Domingo

18 DE NOV - Mata da Machada

Apesar da ameaça de chuva, dois voluntários já habituais nesta iniciativa e o João, um participante que quis experimentar o descasque e conhecer melhor o projeto, juntaram-se a nós no domingo de manhã na Mata da Machada.
Depois de uma breve apresentação do projeto ao João, discutimos o que seria útil fazer: optar por ir arrancando a germinação que vai aparecendo, ou avaliar a possibilidade de descasque numa zona em que temos estado a procurar ter resultados.

Optámos por testar primeiro o descasque numa zona em que ainda há pouco tempo era muito difícil, se não impossível, admitindo que, mantendo-se as condições, mudássemos para o arranque da germinação.
Felizmente as condições de descasque das acácias parecem estar a melhorar. Não são ótimas, mas já se conseguem obter bons resultados com um esforço que não é excessivo, e os quatro acabámos por descascar entre vinte a trinta árvores, até a chuva, perto da hora prevista para o fim da atividade, nos mandar embora.

Vinte ou trinta árvores descascadas parece pouco face à dimensão do problema da invasão de acácias, mas a verdade é que é assim, passo a passo, de forma persistente, um passeio hoje, uma atividade amanhã, uma empresa que quer dar de volta noutro dia, que temos vindo a alterar, para melhor, as condições ecológicas ao longo da ribeira de Zebro.
Na próxima Invasão ao Domingo, ou quando lhe apetecer, venha dar uma mão. Não é preciso esperar por ter meio dia disponível, pode ser só uma passagem mais fugidia, o descasque de uma árvore, e isso já é mais um passo para uma Mata da Machada melhor

voltar